Carregando

Aguarde, processando!

FENAVIN – a grande feira de vinhos da Espanha

FENAVIN – a grande feira de vinhos da Espanha

02/06/2023

Marcelo Copello

Mundo do Vinho

1418 Visitas

A Espanha é o líder mundial em área plantada com uvas e 3º produtor mundial de vinhos, atrás apenas de Itália e França. No Brasil, contudo, o país Ibérico nunca chegou ao pódio das importações, amargando por anos a sétima colocação. Em anos recentes, contudo, vem galgando posições e hoje é quinto em volume, com cerca de 8,5 milhões de garrafas em 2022, e sexto em valor, com US$ 17 milhões (números da Product Audit).

Embora crescente em nosso mercado a Espanha ainda está sendo descoberta pelo consumidor brasileiro, suscitando grande interesse pelos importadores, que para garimpar novidades para seus catálogos, fequentam feiras, como a FENAVIN, realizada entre os dias 9 e 11 de maio passado.

Um dos principais encontros de negócios de vinhos da Espanha, a FENAVIN - Feira Nacional del Vino, acontece a cada dois anos em Ciudad Real, a uma hora de Madrid. Seu objetivo é justamente colocar em contato produtores de vinhos espanhóis, com compradores do mundo todo.

Estive na FENAVIN à convite da organização do evento e pude constatar o grande sucesso da feira. Tive a oportunidade de realizar inúmeras reuniões de negócios e também provar dezenas de vinhos, os quais reporto ao final desta matéria.

Os números da edição 2023, que é a décima, são impressionantes. O evento que ocupou 30 mil metros quadrados recebeu 5.734 expositores e 117 mil visitantes, todos profissionais do setor. Destes, mais de 19 mil eram compradores, sendo mais de 14 mil compradores espanhóis e mais de mil internacionais, vindos de 100 países.

O evento também foi rico em atividades paralelas, com um toral de 74 palestras, degustações guiadas e mesas redondas. Eu tive a honra de ser panelista e uma delas e falar do mercado brasileiro, que repercutiu em várias mídias locais, jornais, revistas, televisões e sites, como o https://www.tecnovino.com/ que publicou estas aspas

El director de contenidos de Baco Multimidia, Marcelo Copello, procedente de Brasil, ha puntualizado que “los brasileños están aprendiendo a beber vino” y que el país “es un gran lugar para hacer dinero en torno al vino” ya que “todavía existen lugares donde no ha llegado”. En esta línea, ha explicado que el perfil del consumidor habitual de vino se sitúa en el mercado de lujo y que solo conocen el vino clásico. Por otro lado, ha dicho que la Generación Z “está aprendiendo a beber vino pero no conocen el español” y ha propuesto vender una imagen del vino español basado en la calidad.

A organização da feira, em seu balanço de encerramento, reporta que foram feitos durante o evento um total de 519.807 contatos comerciais, com uma estimativa de 106 milhões de Euros em negócios fechados

O Brasil esteve presente com cerca de 20 compradores, representando diversas importadoras, grandes e pequenas. Os dois maiores e-commerce brasileiros são frequentadores assíduos do evento e estavam presentes este ano: Wine e Evino.

Para German Garfinkel, Diretor de B2B e Supply ddo Grupo Wine “a Fenavin representa a oportunidade de continuar garimpando grandes achados na Espanha e de aprimorar ainda mais a nossa seleção deste marcante país”

O ponto forte da FENAVIN para os importadores brasileiros é justamente oferecer a possibilidade de garimpar bons rótulos a preço acessível, ainda não descobertos no Brasil, de regiões ou produtores emergentes.

“Na Fenavin conseguimos encontrar desde os grandes grupos engarrafadores, passando pelas maiores Cooperativas de Castilla La Mancha até as vinícolas mais prestigiosas das regiões emblemáticas da Espanha. Nesse ano, entre outras coisas, destaco o crescimento de regiões produtoras emergentes, como Vinos de Madrid, Bierzo, Manchuela e Yecla”, atesta Ari Gorenstein, co-CEO do Víssimo Group (Evino e Grand Cru).

Entre muitas reuniões proveitosas pude avaliar dezenas de vinhos. Em termos de vinhos, o forte da FENAVIN a meu ver é a possiblidade de garimpar produtos de regiões menos famosas no Brasil. Provei vinhos excelentes de origens como Valencia, Bierzo ou Jumilla, entre outras, de produtores em vários perfis, desde os artesanais, com vinhos de alta gama, até os de produção maior e com capacidade de atender grandes demandas . Abaixo os vinhos que destaco  – todos os vinhos podem ser encontrado no Banco de Dados de vinhos de meu site, no link: https://www.marcelocopello.com/vinhos 

Leia mais em: https://vejario.abril.com.br/coluna/vinoteca/diversidade-espanhola-cresce-no-brasil/

A FENAVIN acontece a cada dois anos, portanto programe-se para maio de 2025!

DESTAQUES

MELHORES BRANCOS

- Arquela 2021, Baldovar 923

- El Toleiro Vino de Paraje 2018, Bodegas Adriá

MELHOR ROSADO

- Rocío Rosado 2022, Finca Albret

MELHORES TINTOS

- 1771 2020, Casa Los Frailes

- Diodoro Pascual 2018, Bodegas Pascual

MELHOR DOCE

- Monastrell Dulce 2019, Silvano García

MELHOR GODELLO

- El Toleiro Vino de Paraje 2018, Bodegas Adriá

MELHOR MONASTRELL

- 1771 2020, Casa Los Frailes

MELHORES GARNACHA

- Blaneo Garnacha 2021, Bodegas Pagoss de Araiz

- Fagus Coto de Hayas Garnacha 2020, Bodegas Aragonesas

MELHOR MENCÍA

- Velvet 2018, Bodegas Adriá

- El Origen 2018, Pago del Vicario

DESCOBERTA - MARSELAN

- Sueño e Megala 2018, Bodegas Enguera, Marselan,

RANKING GERAL DOS VINHOS PROVADOS

BRANCOS

NOTA, VINHO, SAFRA, PRODUTOR, REGIÃO

94 - Arquela 2021, Baldovar 923, Valencia

Elaborado com a casta Merseguera, vinhedos a 850 metros de altitude, em solo de silex, fermentado em barricas de 500 litros, com levediuras autoctones. Amarelo palha. Aroma de grande elegância, ainda um pouco fechado, muito mineral, com notas florais, frutadas e de leveduras. Paladar estruturado por excelente acidez, tenso, denso, longo, 13% de álcool. Grande vinho.

94 - El Toleiro Vino de Paraje 2018, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Godello de vinhas de mais de 50 anos, fermenta em barrica de 500 litros, depois amadurece 12 meses em barricas usadas de 220 litros . Cor verdeal brilhante, parece novo (já tem 5 anos). Muito intenso no nariz, fresquíssimo, complexo, com notas de maçã verde, baunilha, anis. Paladar firme, ótima acidez, complexo, com camadas. Potencial de guarda para chegar a 10 anos.

93 - Godello Orange Wine, Bodegas Adriá, Bierzo,

Um Orange Wine de Godello. Fica 3 meses macerando e fermentando com as peles, em barricas abertas, depois é prensado e vai para barrica por 12 meses. Dourado, brilhante. Frutas maduras, notas de casca de laranja, anis. Paladar encorpado, com taninos que aparecem bastante, alguma salinidades, gosto de pedra salgada. Diferenciado.

92 - Go de Godello Cuvée Especial 2021, Pago del Vicario, Bierzo

Godello cultivada em solo pedregoso, com 12 meses em barricas francesas. Amarelo palha brilhante. Aroma elegante e complexo, bastante mineral, salino, com notas de anis, ervas, notas oxidativas. Paladar com bom volume de boca, bom frescor e acidez, longo e com textura macia

92 - Alma Sana 2020, Toni Beneito, Valencia

Elaborado com a variedade ancestral da região, Tortosí, de vinhedos de mais de 100 anos, com 800 metros de altitude. Elaborado como um “orange wine”, fermenta em fudres de 5 mil litros, com suas massas (uvas inteiras). Cor dourada mais carregada, alaranjada. Aroma muito expressivo com notas de fruta madura, casca de laranja, madeiras, especiarias. Paladar seco, encorpado, denso, com muita textura, algum tanino, 13% de álcool, falta um pouco de frescor e o processo encobre um pouco o que seria a tipicidade da Tortosí, mas não deixa de ser um excelente vinho.

92 - Etapa 24 2018, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Godello, de vinhedo de 30 anos, com pré fermentação a 4oC com bagos inteiros, depois é prensado fermenta em inox por 8 meses sobre lias. Cor palha, aroma de flores brancas, maçã, pão, pastelaria, mais complexo, muito elegante, com 12,5% de álcool. Já com 5 anos e ainda super fresco, abriu-se muito na taça.

91 - Mersé 2020, Santa Bárbara coop. V. Titaguas, Valencia

Elaborado com a casta Merseguera de vinhedos com cerca de 1 mil metros de altitude. Amarelo palha claro, verdeal, aroma fresco e elegante. Paladar longo, com textura macia, acidez firme, apenas 12% de álcool. Excelente, cheio de personalidade, com algum potencial de guarda.

91 - Clos de Lôm Malvasia 2021, Valencia

100% malvasia, vinhedos de 20 anos, com 460 metros de altitude, plantadas sem condução, em solo argilo-calcário. Fermenta em inox e fica 6 meses com suas lias, com bâtonnage. Cor branco papel. Aroma delicado e muito fresco, floral, cítrico, ervas frescas. Paladar muito vivo, excelente acidez. Paladar seco, com acidez firme, longo, fresco, com textura macia, ótima tipicidade da casta,

90 - Go de Godello 2022, Pago del Vicario, Bierzo

Godello cultivada em solo pedregoso, parcialmente fermentado em barricas. Palha esverdeado. Aroma intenso e fresco, mineral, salino, com notas e ervas de frutas tropicais. Paladar leve e macio, equilibrado, delicioso.

90 - Piano del Ramo Chardonnay Barrica 2021, Bodegas Pio del Ramo, Jumilla

Chardonnay de cultivo orgânico. Fermenta em inox, faz a malolática em barrica nas quais fica 4 meses. Cor palha dourado claro. Aroma excelente, com fruta fresca e madeira integradas. Na boca tem estrutura média, acidez moderada. Tem elegância e equilíbrio.

89 - Macabeo 2022, Bodega Coop San Isidro, Bullas

Uvas Macabeo em vinhedo de 600m de altitude em solo de argila/areia. Cor palha esverdeado. Aroma intenso e limpo, fresco, mineral, cítrico. Paladar leve e de acidez excelente. Delicioso

89 - Blanco de Tempranillo 2022, Pago del Vicario

La Mancha,Um branco a uva tinta Tempranillo, em solo calcário. De cor verdeal brilhante. Aroma fresco, cítrico, com notas de morango, maçã verde, lima, amêndoas, anisa salina, not. Paladar seco, com ótima acidez, fácil de beber, 14% de álcool.

89 - Godello 2022, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Godello, fermentado em inox, fica 2 meses com as lias, com bâtonnage. Cor verdeal brilhante. Aroma fresco, com notas de frutas brancas, maçã, pera, flores brancas, cítricos. Paladar fresco, acides alta, boa tipicidade da casta, 13% de álcool, para beber jovem, mais simples e direto.

88 - Vida Viña Tendida 2018, Bodegas Reymos, Valencia

Um Moscatel meio-doce. Cor branco papel. Aroma intenso e floral típico da casta. Paladar quase seco, acidez muito boa, apenas 9,5% de álcool, delicioso, fácil de beber.

88 - Original de Cañas & Barro 2022, Cañas & Barro, Valencia,

Elaborado com Malsavia, Merseguera e Moscatel, vinhedo com 300 metros de altitude a apenas 30km do mar.  Palha esverdeado claro. Aroma muito fresco, cítrico, floral,
Paladar seco e muito leve, com apenas 11,5% de álcool, longo, muito equilibrado. Delicioso

87 - Viña Costeira 2022, Bodega Viña Costeira, Galícia

Da D.O. Ribeiro y Valdeorras. Corte de Trajadura, Albariño, Loureiro e Godello, com 2 meses sur lie. Cor verdeal, brilhante. Aroma denso e frutado, com notas de maçã verde. Paladar um pouco magro, falou meio de boca.

82 - Amatista Moscato Blanc, Bodegas Reymos

Valencia,Um Moscato frisante com 5% de álcool. Cor branco papel, floral, leve e doce, mais simples, com 80 gramas de açúcar

ROSADOS

NOTA, VINHO, SAFRA, PRODUTOR, REGIÃO

92 - Rocío Rosado 2022, Finca Albret, Navarra

100% Garnacha. Um rosado com 2 meses em barrica. Cor intensa. Aroma com muita fruta e frescor, não se sente a madeira. Paladar com uma estrutura no meio do caminho para um tinto leve, com 12,5% de álcool. Excelente dentro deste estilo.

90 - Palacio de Sada Rosado 2022, Bodega San Francisco Javier, Navarra

100% Garnacha. Um rosé de cor mais intensa. Com aroma de intenso frescor, com foco na fruta, tutti-frutti, cereja. Paladar de leve a médio corpo, muita fruta, boa acidez. Excelente no estilo de rose mais intenso.

89 - Sirena de Maar Syrah 2022, Encomienda de Cervera, Almagro

Um rosé de Syrah, de em solo vulcânico, em estilo provençal. De cor clara em tons de casca de cebola. Aroma elegante, fresco, mineral, com frutas vermelhas discretas. Paladar leve, seco e elegante.

88 - Viñátigo Rosado de Listán Negro 2022, Bodegas Viñatigo, Tenefire

Da ilha de Tenerife, nas Canárias, feito com a casta autóctone Listán Negro, plantada em pé franco, em solo vulcânico. Cor de casca de cebola. Aroma mineral e frutado, discreto, pouco expressivo, com notas metálicas, de pêssego, morango, ervas. Paladar leve, quase neutro, com fundo mineral e agradável e discreto amargor no final.

TINTOS

NOTA, VINHO, SAFRA, PRODUTOR, REGIÃO

95 - 1771 2020, Casa Los Frailes, Valencia

Monastrell de vinhas velhas, 75 anos, sem condução, em solo calcáreo, de cultivo certificado biodinâmico. Fermentado em frudres de 5 mil litros com leveduras autoctones, e amadurece em barricas de 700 litros. Cor rubi quase escuro, violácea. Aroma muito expressivo, muito puro, fruta limpa, cerejas pretas ameixa seca, muito mineral. Paladar estruturado, com bom corpo, bom frescor e madures ao mesmo tempo, tem mineralidade bem evidente na boca, taninos finos elegante e equilibrado. Grande vinho.

95 - Diodoro Pascual 2018, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo), com 24 meses em carvalho 50% francês e 50% americano. Rubi escuro. Aroma complexo, de frutas negras maduras bem delineadas, especiarias, madeira bem integrada, café, chocolate, especiarias, balsâmicos, ervas, tabaco, pimenta. Paladar estruturado, com 14% de álcool, com taninos finos, boa acidez, concentração e elegância, boa profundidade, com camadas de sabor. Um vinho de alta gama, com bom potencial de guarda

94 - Finca CQ Monastrell 2022, Bruma del Estrecho de Marín, Jumilla

Monastrell, de vinhas de cerca de 30 anos, com 700m de altitude, com 10 meses de amadurecimento em barricas francesas de 500 litros, parte usada, parte em concreto. Rubi entre aclaro e escuro. Aroma complexo e elegante, com notas frutas vermelhas, cerejas, maduras, madeira aparece discreta no nariz. Paladar estruturado, com taninos secos e finos, acidez muito boa, longo, tem o lado da nota animal quase rústica da Monastrell, e uma textura vinda da passagem pelo concreto, mas ao mesmo tempo tem elegância. Ainda jovem, precisa de tempo de garrafa para crescer e se integrar melhor.

94 - Muri Veteres Monastrell Crianza 2017, Bodegas Carchelo, Jumilla

Monastrell de vinhedos de 70 anos, em “secano” (sem irrigação), solo calcário. Fermenta em fudres de 1900 litros a emadurece 1 ano em barricas francesas. Cor rubi-granada muito escura. Aroma concentrado, fruta madura, geleia de amora, baunilha, tostados. Paladar encorpado, com 15% de álcool, muito taninos doce e acidez muito boa, longo, com camadas de sabor, denso e complexo.

94 - El Origen 2018, Pago del Vicario, Bierzo

Mencía de vinhas de mais 100 anos plantadas sem condução, com 26 meses em carvalho francês. Cor opaca, muto escura. Aroma concentrado, precisou ser aerado, tem muita madeira aparente, com notas também de frutas negras maduras, ervas secas, frutas bem maduras, café. Paladar concentrado, com grande estrutura de taninos, excelente mas um pouco pesado.

94 - Diodoro 2011, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo). Granada escuro, já com evolução, com muita madeira (mais que o 2018 degustao no mesmo dia), taninos finos, complexo e profundo. Está no apogeu e entrando na maturidade, sem ter resolvido a madeira

94 - Velvet 2018, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Mencía, de vinhas velhas de 60 anos, em 800m de altitude com grande inclinação. Fermenta em barricas, com 30% de engaços, por 10-12 meses em barricas 500 litros e depois um fudre de 2500 litros. Cor rubi escura. Aroma complexo, com madeira nova ainda aparecendo, com notas de alcaçuz, balsâmicos, frutas maduras. Paladar estruturado, com taninos finos, acidez correta/moderada, longo e profundo, com camada. Precisa de tempo de garrafa para melhor integrar a madeira.

93 - Viña Azeniche Syrah 2020, Bodegas Fernando Carreño Peñalver, Bullas

Syrah com 14 meses em carvalho. Cor rubi violácea escura. Aroma de frutas negras doces, ameixas, amoras, madeira presente e integrada Paladar concentrado, muitos taninos, acidez correta, com profundidade e complexidade. Bom potencial de guarda.

93 - 4T4 Tempranillo 2019, Encomienda de Cervera, Almagro

O nome 4T4 vem do fato do vinho ser elaborado com 4 clores de Tempranillo. Rubi escuro violáceo. Aroma com madeira presente, mas integrada, com frutas vermelhas maduras, notas de terra, anis, fundo mineral. Paladar de bom corpo, taninos secantes, longo e elegante

93 - Herdad de Peñalosa Reserva 2017, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo), com 24 meses em barricas francesas e americanas. Granada escuro. Aroma com madeira dominando, com notas de baunilha, coco, tostados, fruta negra bem madura. Paladar mais musculoso, onde a madeira aparece, taninos estruturados, boa acidez, 14,5% de álcool. Precisa tempo de garrafa. Estilo clássico da Ribera del Duero.

92 - Finca el Volcán Edición Limitada 2018, Gémina, Jumilla

Montastrell de uma parcela plantada em pé franco, situada a 900m de altitude, aos pés do monumento natural El Volcán de Cancarix, na Sierra de las Cabras. O rendimento é mínimo (1 garrafas por planta), com produção total de apenas 2 mil garrafas. Amadurece 24 meses em barricas. Granada escuro. Aroma com muita madeira, frutas maduras. Paladar de bom corpo, com 15% álcool, sem excessos na extração, mas com bastante madeira parecendo na boca. No fim de boca há uma nota mineral terrosa do solo vulcânico. Tem personalidade embora a madeira seja excessiva demais e falte um pouco de frescor.

92 - Altos de Luzón Monastrell 2020, Bodegas Luzón, Jumilla

Monastrell, vinhedos orgânico, de 40 anos, em solo calcáreo, amadurece 14 meses em carvalho americano e francês. Rubi escuro mas não tanto. Aroma fresco, frutas vermelhas, café, ameixa preta, defumados, elegante, mineral, com madeira esta bem integrada. Paladar de bom corpo, mas não é muito concentrado, seu forte é o equilíbrio e elegância, taninos finos, mineral no fim de boca.

92 - Men de Mencia 2018, Pago del Vicario, Bierzo

Mencía com 12 meses em barricas. Rubi violáceo escuro. Aroma intenso, de frutas maduras, ervas, tabaco, madeira integrada aparece em notas de baunilha, tostados, especiarias. Paladar concentrado, taninos aveludados, equilibrado e  longo.

92 - Blaneo Garnacha 2021, Bodegas Pagoss de Araiz, Navarra

Garnacha, com passagem por barricas. Rubi escuro, profundo. Aroma com madeira aparecendo, mas dando espaço para frutas negras maduras, baunilha, tostados. Paladar estruturado, firme, com boa densidade e complexidade, 15% de álcool

92 - Fagus Coto de Hayas Garnacha 2020, Bodegas Aragonesas, Campo de Borja

Garnacha, com 9 meses em carvalho francês. Rubi escuro violáceo. Nariz de fruta doce e madeira, chocolate. Paladar denso, boa concentração de taninos aveludados, acidez moderada, longo, com boa profundidade.

92 - Sueño e Megala 2018, Bodegas Enguera, Valencia

100% Marselan, de uma vinhedo velho, parcela única, a 700m de altitude, em solo argilo-calcário, com 4 meses em madeira. Cor profunda. Aroma de frutas negras bem maduras, ervas, nota mineral, madeira discreta, defumados. Paladar encorpado, mas com elegância, taninos doces e de bom volume, sente-se notas minerais do calcário no palato, boa profundidade, longo.

91 - Buró Vendimia Seleccionada 2019, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo), de vinhas velhas, com 830m de altitude, com 6 meses em barricas francesas e 4 meses em barricas americanas. Rubi-granada escuro. Aroma bastante frutado, moderno, madeira aparece como adjuvante de frutas negras maduras. Paladar de bom corpo, macio, redondo, com 14,5% de álcool, boa acidez. Um Ribera del Duero em estilo mais moderno.

91 - Herdad de Peñalosa Crianza 2019, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo), com 12-14 meses em barrica. Granada escuro. Aroma frutas negras maduras, toque madeira nova, com baunilha e defumados. Paladar de bom corpo, 14,5% de álcool, com um toque rústico, com bons taninos e acidez. Ainda jovem, pode ter alguns anos de guarda. Estilo clássico da Ribera del Duero.

91 - 6 meses 2020, Pago del Vicario, La Mancha

Elaborado com Tempranillo, Garnacha, Merlot, Petit Verdot, com 6 meses em madeira (carvalho francês, americano e da Romênia). Rubi violáceo. Aroma com muita fruta fresca, muito expressivo, muito especiarias. Paladar de médio corpo, taninos um pouco porosos, a madeira aparece, mas sem dominar, acidez moderada. Expressivo e fácil de beber, com ótimo custo beneficio.

91 - Silk 2020, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Mencía, de vinhedo em solo pedregoso, com 6 meses em madeira. Rubi violáceo. Com aroma de violetas, frutas vermelhas frescas, fundo mineral. Paladar de médio corpo, com taninos macios, acidez equilibrada, sente-se notas minerais no palato. Delicioso e fácil e beber, ao mesmo temo que tem personalidade.

90 - Huella de Garnacha 2022, Bodegas Vegamar, Valencia

Elaborado com Garnacha Tintorera (Alicante Bouschet), vinhedo em 700m de altitude em solo de argila. Passa 4 meses em barricas de carvalho americano. Cor rubi vioácea escura. Aroma de frutas vermelhas e negras frescas, morangos, amoras, com nota mineral ao fundo, madeira aparece pouco. Paladar de médio corpo, longo acidez muito boa, fácil de beber, bem elaborado. 

90 - Men de Mencia Selección de Viñedos 2014, Pago del Vicario, Bierzo

100% Mencía, com 18 meses em barricas. Rubi escuro. Aroma com muitas especiarias da madeira, notas de cereja marasquino, ameixa, couro, tabaco. Paladar de médio-bom corpo, taninos aveludados, acidez moderada, falta frescor.

89 - Lospinos 2022, Bodega Los Pinos, Valencia

Vinho orgânico, elaborado com Garnacha, Monastrell e Syrah(10%), em solo pedregoso, sem sulfitos, sem filtração. Fermentado em ovos de concreto de de 5 mil litros nos quais permanece 6 meses. Rubi violáceo, não muito límpido. Aroma de frutas negras ácidas, ameixa fresca, amora fresca. Paladar de médio corpo, com taninos e acidez presentes, 13,5% de álcool. Muito bom dentro do estilo de uma “pegada” mais natural.

89 - Silvano García Monastrell 4 meses 2021, Silvano García, Jumilla

Monastrell, com 4 meses em barricas de 300 litros francesas e americanas. Rubi entre claro e escuro. Aroma intenso expressivo, frutas vermelhas, toque animal típico da Monastrell, chocolate, tostados. Paladar de médio com corpo, com boa densidade, taninos doces, acidez moderada. Um vinho comercial bem feito.

89 - Herdad de Peñalosa Tinto Roble 2021, Bodegas Pascual, Ribera del Duero

Elaborado com Tinta del País (Tempranillo), de vinhedos de 25 anos, com 4 meses de barrica. Rubi escuro. Aroma de fruta negra madura na frente, com pouca madeira. Paladar de médio-bom corpo, com 14,5% de álcool, boa densidade, taninos e acidez presentes. Estilo jovem e gastronômico.

89 - Mencía 2022, Bodegas Adriá, Bierzo

100% Mencía, sem madeira, com 2 meses de amadurecimento com suas borras. Rubi violáceo. Aroma fresco e frutado, com notas de frutas vermelhas, cerejas, morango, framboesa. Paladar de médio corpo, com 13,5% de álcool, taninos e acidez moderados, mantendo o frescor, algo mineral no fim de boca. Estilo jovem.

89 - Ilagares 2022, Bodegas San Martin, Navarra

100% Garnacha. Aroma com muitas ervas, balsâmicos, especiarias, geleias, flores. Paladar de médio corpo, taninos e acidez vivos e gastronômicos, uma delicia fácil de beber, apesar dos 14,5% de álcool.

88 - Monastrell Ecológico 2022, Parajes del Valle Bodegas e Viñedos, Jumilla

Monatrell, vinhas de 10 a 25 anos sem madeira, fermenta em inox com leveduras autoctones, amadurece em concreto. Rubi claro. Aroma de especiarias, nota animal e frutas vermelhas ácidas. Paladar leve, fresco e maci. Estilo jovem, com taninos e acidez presentes, gastronômico.

88 - Pinodoncel Black 2022, Castillo de Jumilla, Jumilla

Monatrell com 5 meses de madeira. Cor entre claro e escuro. Aroma frutado, com especiarias doces. Paladar de médio corpo, macio, fresco, fácil de beber, muito bem elaborado, em estilo mais comercial.

88 - Guertano Monastrell 2020,Bodegas Salzillo, Jumilla

Monastrell, vinhas de 25 anos, em solo de argila, 700m de altitude, com 4 meses em barricas. Rubi escuro. Aroma com muita tostado, café, mocha, fruta madura, ervas. Paladar de bom corpo, com muita madeira aparecendo no palato, taninos presentes, 14,5% de álcool, cai um pouco no meio de boca, acidez moderada, falta um pouco de frescor.

88 - Juan de Juanes  Bronze 2022, Anecoop Bodegas, Valencia

Corte de Garnacha, Tempranillo e Syrah. Rubi escuto violáceo. Aroma de frutas vermelhas bem frescas, quase ácidas, framboesas, amoras. Paladar de leve a médio corpo, com muita fruta, 13,5% de álcool, fácil de beber em estilo jovem.

87 - Baron de Turis Reserva 2019, La Baronía de Turis, Valencia

Elaborado com 95% Tempranillo e 5% Merlot, com 12 meses de estágio em barricas americanas e húngaras. Rubi claro. Aroma com madeira aparecendo e nota verde herbácea. Paladar de médio corpo, taninos um pouco verdes

DOCES

NOTA, VINHO, SAFRA, PRODUTOR, REGIÃO

93 - Monastrell Dulce 2019, Silvano García, Jumilla

Um Monastrell doce, de colheita tardia, com 15% de álcool e açúcar residual. Granada escuro. Aroma rico, cheio de notas de especiarias, geleias, chocolate, melaço, sândalo. Paladar doce, denso, longo.

91 - Ochoa Moscatel Vendimia Tardía 2021, Bodegas Ochoa, Navarra

Um Moscatel doce, para sobremesa, com 15% de álcool. Cor dourada clara. Aroma fresco floral, com notas de mel, frutas cristalizadas. Paladar denso, com boa acidez, não muito doce, para aperitivo, panetone ou sobremesas não muito doces.

90 - Cañamar, La Baronía de Turis, Valencia

100% Malvasia, uma mistela feita pelo método de solera. A fermentação vai só até 2% de álcool e depois é fortificado até 15%. Lembra um pouco um Jerez pois tem notas de acetaldeído. O paladar é doce, oxidativo, diferente de tudo o que provei, algo como um Jerez Fino (que é seco), porém doce, com notas de mel e frutas maduras

84 - Mistela Moscatel de Turis, La Baronía de Turis, Valencia

Um Moscatel doce fortificado, para sobremesa, com 15% de álcool (não tem fermentação, o álcool é 100% adicionado). Cor palha claro. Aroma muito intenso, com notas de menta, notas balsâmicas e de mel. Paladar bastante doce, alcoólico, o alcool aparece no nariz e na boca, álcool um pouco descasado, algo exótico.

Marcelo Copello

Marcelo Copello


Marcelo Copello é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. Eleito “O MAIS INFLUENTE JORNALISTA DE VINHOS DO BRASIL” pela revista Meininger´s Wine Business International, e “Personalidade do Vinho” 2011 e 2013 pelo site Enoeventos.

Curador do RIO WINE AND FOOD FESTIVAL, e Publisher do Anuário Vinhos do Brasil, colaborador de diversos veículos de imprensa, colunista da revista Veja Rio online. Professor da FGV, apresentador de rádio e TV, jurado em concursos internacionais de vinho, como o International Wine Challenge (Londres). Copello tem 6 livros publicados, em português, espanhol e inglês, vencedor do prêmio Gourmand World Cookbook Award 2009 em Paris e indicado ao prêmio Jabuti.

Especialista no mercado e nos negócios do vinhos, fazendo palestras no Brasil e no exterior, em eventos como a London Wine Fair (Londres). Copello é hoje um dos palestrantes mais requisitados. Para saber mais sobre as palestras e serviços de Copello clique AQUI

  

Contato: contato@marcelocopello.com